Ou você se recoloca logo, ou…

Artigo escrito por Debora Lima, Diretora da NET LOGÍSTICA, voltada ao HUNTING e OUTPLACEMENT em Logística e Supply Chain

Fui surpreendida no início desta semana com o contato de três profissionais da área de logística que até então vinham atuando em empresas multinacionais. Conheço-os bem, e vinha acompanhando a trajetória deles nessas empresas. Inclusive, até pouco tempo atrás, estive sondando dois deles para vagas existentes em outras empresas. Na ocasião, não aceitaram, alegando estar muito bem em suas respectivas carreiras.

Na segunda-feira passada ambos me relataram terem sido demitidos. Todos desenvolviam suas atividades nessas empresas há muitos anos, o mais “novo” deles, há pelo menos 10 anos. Todos foram demitidos alegando-se dificuldades econômicas e perspectivas ruins de mercado. E nessas três empresas, o quadro logístico foi reduzido em mais de 30%. Um deles, inclusive, disse: “ Débora, fui trabalhar logo cedo, como faço há quase 20 anos, e quando cheguei no departamento, fui informado que estava sendo demitido, eu e mais cinco colegas, todos muito antigos de casa. Não deram nenhuma explicação, apenas disseram que era resultado dessa crise!”

O mercado não sinaliza nada de positivo. Os executivos estão pessimistas. E além disso, impacientes e preocupados. Impacientes com a ineficácia de suas medidas, diante da paralisia do mercado, que parece não reagir a nada. E preocupados com seus empregos; agora vale a máxima: “antes ele do que eu!”.

Inclusive, há duas semanas atrás um executivo de uma grande siderúrgica me confessou: “Débora, passei a madrugada anterior fazendo contas. Ainda tenho 12 pessoas na minha equipe (tinha 18) e pediram para eu cortar mais 3. O pior, é que não sei se também não tem alguém acima de mim, fazendo a mesma coisa, pensando em reduzir o número de gestores, no qual posso estar incluído. È duro trabalhar assim!”

Triste realidade. Triste situação decorrente de um grupo mal intencionado de políticos, que receberam o aval de milhões de eleitores para fazer algo por essa gente já tão sofrida. O pior, é que apenas ampliam o contigente de pessoas que sofrem com tudo isso. Milhões de famílias sendo afetadas pela incompetência e pela corrupção.

Se você está empregado, primeiro de tudo, agradeça a Deus. Segundo, continue fazendo aquilo que for possível (e se der, até o impossível) para provar que você precisa e deve estar ali, desempenhando aquela função. Evite conflitos internamente. Desdobre-se. Faça e mostre!

Se você busca uma recolocação, é hora de ampliar seu arsenal para atacar as poucas oportunidades existentes. Já tentou de tudo e está desanimado? Não, não desista. A palavra da moda é resistir, insistir, persistir. Reavalie tudo o que já foi feito, e se precisar, recomece do zero. Só não desista. E busque alternativas; tente fazer algo diferente daquilo que já foi feito.

Os prazos para recolocação tem aumentado muito rapidamente na área de Logística e Supply Chain. Estavam ao redor de 6-7 meses em meados de 2015, e já se elevaram para 9-10 meses desde Outubro. Vagas existem. Mas a relação candidato x vaga tem disparado. Muita gente empregada e desempregada disputando as poucas vagas existentes.

Infelizmente, isso tende a piorar, com novas ondas de demissões. O Natal não trarás boas novas, e se o ano realmente começar apenas após o Carnaval (o que não acredito), serão, pelo menos, mais três longos meses de espera. Termino este artigo da mesma forma como o anterior. Busque ajuda. Só não fique parado. Como diz a música: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come!

Deixe uma resposta

Como podemos te ajudar?

Entre em contato com a Tigerlog se precisar de mais informações sobre nossos produtos, serviços, cursos ou até mesmo sobre informações de mercado.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES SOBRE OS PRODUTOS E SERVIÇOS

Demos

Layout

Wide
Boxed