Março vem aí. Prepare-se para mais uma onda de demissões!

Artigo escrito por Marco Antonio Oliveira Neves, diretor da Tigerlog Consultoria e Treinamento em Logística.

A combinação continua explosiva!

De um lado, um Governo desorientado, tomando decisões desconexas, na contramão daquilo que seria necessário, atuando de forma superficial, sem apoio popular para realizar as reformas necessárias, clamando por mais impostos.

Na outra ponta, novas denúncias que paralisam a classe política no Brasil, e que contribuem para deteriorar ainda mais a nossa imagem no Exterior perante investidores.

Na outra extremidade, consumidores avessos a novos endividamentos, extremamente preocupados com a manutenção de seus empregos, pessimistas quanto à mudança do cenário.

E por fim, empresários e executivos desanimados, temerosos pelos resultados futuros, diante da enxurrada de más notícias e da falta de perspectivas no curto prazo.

A indústria automotiva e o segmento de bens de capital registram recordes negativos; o setor de eletroeletrônicos acompanha essa terrível tendência. A produção da indústria brasileira encerrou o ano de 2015 com queda acumulada de 8,3%, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); esse foi o maior recuo da série, iniciada em 2003.

Fala-se muito que o ano no Brasil começa apenas após o Carnaval. Ele já está aí batendo à nossa porta. Semana que vem, após os tradicionais festejos, nos depararemos com uma triste realidade: o ano não terá começado! Até os mais otimistas terão que se render à verdadeira situação: nada mudou, e ao contrário, pode estar piorando.

Muitos orçamentos elaborados no final do ano passado terão que ser refeitos, já em março. Algumas empresas previram recuperação, outros a manutenção das vendas obtida ano passado; poucas incorporaram o mau momento vivido em 2015 às projeções para 2016, estimando quedas ainda maiores. A Anfavea e a Fenabrave falavam em redução de 7,5% da venda de veículos em 2016 quando comparada com o mesmo mês do ano passado, mas o ano surpreendeu com uma queda de 39% em janeiro.

Diante do cenário desolador, os números serão revisados para baixo. Novos ajustes serão feitos, e isso, na prática, significa que novos funcionários serão demitidos.

Portanto, prepare-se para as más notícias de março. Como? Antecipe-se, identificando alternativas que tragam algum tipo de redução de custos. Ofereça opções aos seus superiores. Ainda há muito o que ser feito em termos de racionalização de processos, aumento de produtividade, automação, renegociação de contratos, substituição de Fornecedores, etc. Obviamente, não haverá como fugirmos da possibilidade da redução de mão de obra. Infelizmente, mais pessoas serão demitidas.

Pense como dono, e aja como dono. Reinvente a roda! Faça tudo para não ser lembrado nessa hora.

Se você pertence a esse enorme contingente de desempregados, saiba que vai ficar mais difícil, mas não desanime. Redobre seus esforços. Amplie sua exposição. Aumente seu networking. Seja criativo, tente, de alguma forma, diferenciar-se de seus “concorrentes”. Procure aproveitar as poucas oportunidades existentes. Aproxime-se dos headhunters especializados na sua área e do pessoal de Recursos Humanos atuante nas empresas de seu maior interesse; só não caia em arapucas, armadas por profissionais desonestos que aproveitam da ansiedade e do desespero alheio.

Sejamos realistas. Não dá para tapar o Sol com a peneira. E diante de tudo isso, só nos resta LUTAR! Lute!

Começar o ano após o Carnaval? Só se for em 2017!

Deixe uma resposta

Como podemos te ajudar?

Entre em contato com a Tigerlog se precisar de mais informações sobre nossos produtos, serviços, cursos ou até mesmo sobre informações de mercado.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES SOBRE OS PRODUTOS E SERVIÇOS

Demos

Layout

Wide
Boxed